segunda-feira, 22 de junho de 2015

Feijoada e Vinho, arrisque se é possível !


"O assunto é polêmico ", é o que mais se escuta quando se fala em harmonizar Vinho & Feijoada, mas vamos ser mais positivos, o casamento é possível por mais difícil que pareça há sim pontos fortes a favor do vinho, a feijoada num todo contem  frituras, gorduras, carnes defumadas, carnes secas e o feijão, uma mistureba que diga se de passagem fica espetacular, para estes ingredientes precisaremos de algo acído para domar a gordura do prato, algo complexo e talvez frutado para as carnes defumadas e secas e corpo para escoltar bem o conjunto. 

 
A principio houve se dizer que feijoada com um champagne Rose brut vai bem, prefiro ser mais pé no chão e colocar um dos nosso belos e bem feitos espumantes nacionais, pois se algo der errado o investimento foi menor, mas acredito muito em algo como o Chandon Rosé Brut, de acidez aguda e corpo, mas já tive a oportunidade de colocar um Tannat não maduro o Bouza Sín Barrica, jovem ainda com certa rusticidade, taninos médios e boa acidez, foi a melhor compatibilização, só quem perdeu foi a couve, outras opções de harmonização dão certo também, vale lembrar que tem que ser tinto.
Um Rhonê pode ser o grande elo entre os defumados e aquele marcante e fresco tom fumaçado dos vinhos deste Terroir, o grande Sommelier italiano Enrico Bernardo, indica um Syrah do Rhône sob várias apelações: Saint-Joseph, Crozes-Hermitage e Côte-Rôtie. Particularmente, esta última, muito sofisticada para o prato, já nosso Sommelier Bi Campeão Brasileiro Guilherme Corrêa, costuma indicar um vigoroso Bairrada, vinho elaborado próximo a Coimbra com a indomável uva tinta denominada Baga.



Pensando nisso, a Wine With Spirit, uma jovem vinícola de Portugal, que produz vinhos em outros países também, a fórmula é composta de castas típicas do Alentejo: 75% de Castelão, 13% de Trincadeira e 12% de Aragonez, e traz até a receita no rótulo, indicando que o vinho combina com "amigos a gosto, samba e futebol". 

Curiosidades
A feijoada é um prato que consiste num guisado de feijão com carne, normalmente acompanhado com arroz. É um prato com origem no Norte de Portugal, e que hoje em dia constitui um dos pratos mais típicos da cozinha brasileira. Em Portugal, cozinha-se com feijão branco no noroeste (Minho e Douro Litoral) ou feijão vermelho no nordeste (Trás-os-Montes), e geralmente inclui também outros vegetais (tomate, cenouras ou couve) juntamente com a carne de porco ou de vaca, às quais se podem juntar chouriço, morcela ou farinheira.


Agora que você já sabe quais são as possíveis harmonizações vá pra cima das panelas, compre seu vinho e boa sorte, saia da zona de conforto ou fique ai harmonizando com uma caipirinha antes e uma cama depois !

4 comentários:

  1. Se alguém quiser esse vinho, o Feijoada & Co., tenho 4 garrafas da safra 2008. Tem ótima acidez, aroma frutado e toque mineral, com boa presença alcoólica é retrogosto persistente. Faz frente a todos os elementos da feijoada. O investimento é R$150,00 por garrafa (frete incluso). Contato: 11 97471 1112 / edununesc@yahoo.com.br. Obrigado!

    ResponderExcluir
  2. Se alguém quiser esse vinho, o Feijoada & Co., tenho 4 garrafas da safra 2008. Tem ótima acidez, aroma frutado e toque mineral, com boa presença alcoólica é retrogosto persistente. Faz frente a todos os elementos da feijoada. O investimento é R$150,00 por garrafa (frete incluso). Contato: 11 97471 1112 / edununesc@yahoo.com.br. Obrigado!

    ResponderExcluir